Fazenda Santa Rosa Fazenda Santa Rosa
A sesmaria de “Santa Rosa da Cachoeira” teve como fundador o Padre Manoel Gomes Leal. Posteriormente, foi adquirida pelo casal Joaquim Marques da Silva... Fazenda Santa Rosa

A sesmaria de “Santa Rosa da Cachoeira” teve como fundador o Padre Manoel Gomes Leal. Posteriormente, foi adquirida pelo casal Joaquim Marques da Silva e Faustina Angélica de Moura, que, em poucos anos, tornaramse bem sucedidos fazendeiros nas proximidades da recém-fundada Vila de Valença.

Marques da Silva teve muitos filhos que, após constituírem família, estabeleceram-se na sesmaria com pequenas propriedades, dando origem a outras fazendas, como Pau d’Alho, São Manoel do Cambota e os sítios Cachoeirinha e Escobar. A Santa Rosa não permaneceu muito tempo nesta família, uma vez que, após o falecimento de Joaquim Marques da Silva, a viúva e os filhos herdeiros venderam-na a pessoas diversas.

Em 1839, a Santa Rosa é adquirida por Eleutério Delfim da Silva. Eleutério desenvolveu, nesta fazenda, grandes atividades, aumentou as instalações, ampliando cafezais e adquirindo mais terras. Além do café, a fazenda Santa Rosa produzia de tudo um pouco, como açúcar, algodão, milho, farinha de mandioca e aguardente, esta produzida até os dias atuais.

Eleutério era um homem destemido e ambicioso, investiu tudo o que tinha em sua propriedade. No entanto, não conseguiu evitar que sua fazenda fosse hipotecada. Em 1852, perdeu Santa Rosa para seu principal credor, João Pereira Darrigue Faro, futuro visconde de Rio Bonito, que logo a vendeu a Antônio Vieira Machado, estabelecido há anos na vizinha fazenda Santo Antônio da Cachoeira.

Fazenda Aberta para visitação!

Fonte: Instituto Cidade Viva

admin